A lenda da destruição part.6

…pulei ate o campo da batalha, e atirei um punhal, consegui acertar no pescoço de um dos monstros que Sury batalhava “Saia daqui Minth!”, ela pensava que iria derrotar eles, se nem mesmo a bomba de extermínio que Mike jogou os deterão, “Não vou deixar mais pessoas morrerem” ela me olhou com um olhar de espanto, “então não morra minth” sabia que podia confiar nela, o segredo das lutas eu nunca compreendi, nunca consegui mover meus braços, eu sempre me escondia atrás de meus companheiros, deixando os morrer em meu lugar, antes de saber sobre minha força, eu nunca fiz nada para ajudar ninguém, vi minha irmã morrer e não pude fazer absolutamente nada, apenas fugi chorando com aquela cena em minha mente, mas agora quero vingar destes monstros que atormentam as cidades, as pessoas, quero mostrar que não tenho medo da morte, quero mostrar que farei o possível para salvar a Humanidade, “haaaaaa!!!!” senti meu corpo foguear,  “ o que esta acontecendo?” meus braços de repente tornaram mais fortes, pude sentir meu punho direito acertar a costela do enorme e pesado monstro que tentava pegar Mike, sua costela trincou me ferindo no braço direito, agora e o fim, o gigante mostro me segurou e riu na minha cara igual o monstro que destruiu minha Irma fez, o que eles pensam? Porque eles pensam que podem acabar com nossas vidas sem nada termos feito a eles, eu agora já era, simplesmente vou ser despedaçado por ele, mas vai ser assim?Meu fim será assim? Irei morrer sem ter feito nada pelas pessoas? Meus poderes não funcionam, minha força se esgotou, eu sinto que preciso lutar, mas como? Debater-me só vai antecipar minha dor, mas e o Mike e a Sury? E a humanidade? E os outros soldados? Minha irmã, meu pai, minha mãe? Todas as pessoas que morreram, e as que estão caminhando para sua morte, e os que tentam impedir igual a mim?Todos iram acabar assim? Lutando em vão? Nossas forças são inúteis, agora entendo o que minha irmã sempre me dizia “minth, não vou sair da cidade para buscar a morte, vou buscar o fim da morte”, sentia meu sangue escorrendo no meu rosto junto as lagrimas, o que eu vou fazer? “nãoooooo! Não vou ser derrotado!” meu corpo começou a foguear novamente, enquanto sentia-o ser espremido pelas mãos enormes daquele monstro, ele sorriu de novo e me encarou, “vá se ferrar” mordi o dedo dele e enfiei meu punhal com toda a força cortando seu dedo, meu corpo caiu sem nenhuma força no chão, me lembro apenas de Mike me carregando nas costas correndo e gritando “ Sury recuar, vamos”…

Autora: Naiara G.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s